IT – A Coisa | Crítica

Tempo de leitura: 2 minutos

De Camila Vila Franca

Filme inspirado no livro de Stephen King ganha remake 27 anos após o primeiro.

Não é por acaso que ele demorou tanto a ganhar um remake. Em It- A Coisa, o mal se manifesta a cada 27 anos deixando um rastro de desespero na pacata cidade Derry, no Maine.

Tudo ia bem, até que diversas crianças começam a desaparecer repentinamente sem deixarem nenhum rastro ou pista. E o jovem Billy (Jaeden Lieberher), após ter de lidar com a perda do seu irmão mais novo George (Jackson Robert Scott), decide juntar o seu grupo de amigos “perdedores” (forma que são conhecidos na escola) para desvendar os mistérios por trás do responsável pelos crimes.

O palhaço Pennywise é o sem dúvidas o grande pico da trama e responsável por cenas impactantes, assustadoras e repletas de expressões faciais de arrepiar interpretadas pelo ator Bill Skarsgård. Mas ele não está sozinho. Além de lidar com as maldades deste estranho ser, as crianças vão ficar frente a frente com seus maiores medos e traumas, e é aí que o filme fica bom, já que esse é o combustível que alimenta Pennywise. O imaginário infantil é mais assustador que o próprio palhaço e pode ser desde um quadro macabro no escritório do pai até a imagem de um pai pedófilo.

Em meio a sustos, medos, desaparecimentos e cenas cômicas (sim, elas existem), o filme tem um perfeito equilíbrio e não mostra nada além do necessário. As cenas de terror não são tão pesadas e as crianças como protagonistas deixam tudo mais leve. Por outro lado, o elenco bem entrosado e carismático cativa o espectador logo de cara fazendo a gente torcer por eles nos momentos mais tensos.

It é terror, é medo, é cômico, é superação e ainda deixa a mensagem de que as vezes o medo vive dentro da gente ou ao nosso redor, independentemente de qualquer palhaço. E o melhor: este é apenas o capitulo 1. O diretor do filme já confirmou que o longa vai ganhar mais uma produção em breve! Bom, espero que não demore outros 27 anos, né?

De acordo com o site Fandango, um dos maiores vendedores de ingressos de cinema adiantados nos Estados Unidos, informou que IT é a produção que mais gerou vendas na história do site. O anterior a bater este recorde foi Atividade Paranormal.

E segundo previsões americanas, It também deve bater recordes de bilheteria, podendo estrear com US$ 60 milhões de arrecadação, batendo Hotel Transilvânia 2, que alcançou os US$ 48,4 milhões na semana de estreia em 2015. Vale lembrar que It foi gravado com apenas US$ 35 milhões.

Nota   ♥ ♥ ♥ (8)

Assinatura Sete de CopasSete de Copas, amor pela sétima arte e games.